Duplicação de trecho de 33 quilômetros da BR-376 entra na etapa final



Seguem em ritmo intenso as obras de duplicação de 33 quilômetros da BR-376, entre Nova Esperança e Paranavaí, no Noroeste do Estado. Um trecho de 15,6 quilômetros já foi duplicado. O investimento total é de R$ 220 milhões e a expectativa é de que até o final de 2017 os outros 17,4 quilômetros estejam concluídos. A obra vai beneficiar diretamente cerca de 150 mil paranaenses.

Veja também: Apresentação da duplicação da BR-376 no trecho urbano de Paranavaí

O trecho entre Nova Esperança e Paranavaí já tem nove viadutos e quatro passarelas prontos. Para serem abertos ao tráfego, ainda é preciso concluir as alças de acesso, que dependem da finalização do processo de desapropriação. Também serão implantados seis retornos ao longo do trecho duplicado.

Além de moradores da região, passam pela rodovia motoristas como Abraão Amaro da Silva, de Ponta Porã, na estrada há 26 anos. Pela primeira vez utilizando a BR-376 duplicada, ele só tem elogios às rodovias paranaenses, na comparação com as estradas do estado onde mora. “Lá de onde eu venho é pista simples e mais acabada e você tem que estar segurando no freio para não bater em buraco, não estourar um pneu”, explicou.

Responsabilidade na estrada - Outro estreante na rodovia duplicada é o curitibano Roberto Carlos Macedo, motorista há 28 anos e que frequenta pouco o Noroeste do Paraná. Macedo elogiou a renovação da BR-376, mas revelou uma preocupação. “As pessoas são muito irresponsáveis quanto à velocidade e impacientes. Eu vejo muita gente com pressa e forçando ultrapassar em local proibido”, alertou. Para reforçar a segurança na rodovia, o projeto deste trecho prevê a instalação de 1,5 mil novas placas de sinalização.

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), Nelson Leal Junior, também alerta para a segurança. “Todas as rodovias do Paraná levam em conta esta questão da segurança e, junto com a fiscalização por parte das Polícias Rodoviárias, há trabalhos de prevenção e educação junto os motoristas.”

Aditivo - Estas melhorias na BR-376 fazem parte de um aditivo acertado pelo Governo do Estado com a concessionária Viapar, que administra o trecho. O contrato original previa apenas a duplicação de 23 quilômetros entre Mandaguaçu e Nova Esperança. Agora, estas duas obras somam R$ 384 milhões em investimentos em dois anos de execução - são 56 quilômetros de extensão, 19 viadutos e sete passarelas.

“O diálogo com as concessionárias tem sido fundamental para ampliarmos as melhorias na infraestrutura paranaense e estas frentes de trabalho entre Mandaguaçu e Paranavaí demonstram que este é o caminho certo para recuperar nossas estradas”, resumiu o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

Fonte: Agência Estadual de Notícias






Design by Gustavo Picoloto