Pista não é liberada e atletismo será em Maringá



A pista de atletismo da Fafipa – Faculdade Estadual de Educação, Ciências e Letras de Paranavaí – não estará liberada para as competições dentro dos Jogos da Juventude do Paraná – Fase Final, de 14 a 22 de setembro em Paranavaí (início na próxima sexta-feira).

Com isso, a modalidade atletismo será disputada em Maringá. O veto, por questões técnicas, foi confirmado em vistoria técnica da Paraná Esportes ontem à tarde.

Embora as obras já estejam concluídas, não houve tempo para compactação do piso. Na prática, significa que a pista não oferece condições para que os competidores possam desenvolver todo o seu potencial técnico, um dos objetivos dos Jogos da Juventude. A informação obtida ontem era de que o prazo ideal para sediar competições é de aproximadamente 6 meses, quando a praça esportiva terá a compactação ideal do solo.

Mesmo lamentando não poder sediar o atletismo no município, o presidente da Fundação de Esportes de Paranavaí – FESPAR – José Edegar Pereira, explica que não haverá prejuízo para o evento. Ele disse que o a modalidade reúne cerca de 600 atletas, ou seja, menos de 10% do total previsto que é de 6.600 competidores.

Por outro lado, o presidente argumenta que é normal que nem todas as competições ocorram numa mesma cidade. “Essa situação é verificada em várias cidades, sem maiores problemas”, ressalta, complementando que escolas de municípios próximos a Paranavaí serão utilizadas como alojamento para fazer frente ao desafio de receber o maior evento esportivo de todos os tempos. “Essa integração é perfeitamente normal e até saudável”, reitera.

Além de ser natural a busca das parcerias regionais, o presidente faz uma comparação com os grandes centros que sediam edições de eventos similares. Ele lembra que as distâncias dentro das próprias grandes metrópoles podem ser maiores do que os pequenos deslocamentos entre municípios próximos, como é o caso de Tamboara e Nova Aliança do Ivaí.

As praças esportivas do município estão em fase final de obras para receber os jogos. A piscina pública, por exemplo, passa por uma grande reestruturação, com investimento superior a R$ 50 mil. Após os jogos, o local vai abrigar os projetos sociais e treinamentos dos atletas da natação paranavaiense.

O Estádio Alfredo Ferrari no Distrito de Sumaré, igualmente passou por melhorias, incluindo os vestiários, cobertura, bem como as partes elétrica e hidráulica. O ginásio de esportes da Escola Adélia Rossi Arnaldi tem pintura nova e revitalização da parte elétrica e da rede de água. Para os jogos a iluminação da quadra da Escola José Vaz de Carvalho teve completa revisão.

O Ginásio de Esportes Noroestão é outra praça que teve um grande ganho com os jogos. Toda a parte elétrica, hidráulica, vestiários, banheiros e pintura foram revitalizados. O objetivo é fazer com que a população usufrua do ginásio após os jogos, afastando o vandalismo. Neste período de melhorias, o Centro Esportivo do Jardim São Jorge recebeu pintura nova na quadra, além de novas arquibancadas, revisão elétrica e hidráulica, bem como a conclusão das obras dos vestiários.

As quadras do Distrito de Graciosa, do CAIC, da Escola Pedro Real e do Tiro de Guerra também passam por revitalizações para que possam receber as modalidades dos Jogos da Juventude. Um investimento que ultrapassa os R$ 300 mil e que trará um ganho sem precedentes no desenvolvimento do esporte em Paranavaí, entende Edegar Pereira.

Fonte: Departamento de Imprensa - Prefeitura do Município de Paranavaí
http://www.paranavai.pr.gov.br/modules/news/article.php?storyid=1702






Design by Gustavo Picoloto