Noroeste é apontado como a região que mais cresceu economicamente no Paraná entre 2002 e 2012



O Jornal Folha de Londrina publicou no último domingo, dia 21/12, uma reportagem que evidencia a região Noroeste como a que mais de se destacou economicamente no período de 2002 a 2012, entre as dez mesorregiões do Paraná. Sua participação no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado cresceu 17% na década.

Segundo a publicação, em 2012, o PIB da mesorregião, formada por 61 municípios, entre eles Paranavaí, Umuarama e Cianorte, chegou a R$ 12 bilhões, o que representa 4,7% do total paranaense (R$ 255,9 bilhões). O indicador referente ao ano retrasado é o mais recente disponível e foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no dia 11 de dezembro.

O Sudoeste, formado por 37 municípios, como Francisco Beltrão e Pato Branco, foi o segundo que mais ganhou participação. Já o Norte, capitaneado por Londrina e Maringá, ficou em terceiro lugar, enquanto a a Região Metropolitana de Curitiba (RMC), com 37 municípios incluindo a Capital, foi a quarta mesorregião que elevou sua participação no PIB do Estado. Todas as outras seis mesorregiões perderam participação.

Para o economista entrevistado pela reportagem, Francisco José Gouveia de Castro, do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), a indústria têxtil e a agroindústria (principalmente a sucroalcooleira) são as principais responsáveis pelo destaque do Noroeste no período de 10 anos analisado pela reportagem. Aos poucos, de acordo com ele, a pecuária bovina da região vai cedendo espaço para a indústria. "Também vem se destacando no Noroeste a produção avícola", afirmou.

Na opinião do economista, ao contrário do que possa parecer, o Paraná está se tornando menos desigual. "Está diminuindo a concentração de indústria na Região Metropolitana de Curitiba. Cidades como Ponta Grossa e Maringá estão se industrializando. O Estado está se tornando mais homogêneo do ponto de vista econômico", garantiu. Castro revelou que 78% dos empregos gerados no Paraná de janeiro a outubro deste ano foram no interior.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto