Paranavaí fecha mais um mês com saldo positivo na geração de empregos



O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou na segunda-feira (22/10), os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes ao mês de
setembro. Paranavaí fechou mais uma vez o mês com saldo positivo. Em setembro, Paranavaí registrou 666 admissões com carteira assinada e 645 demissões, o que
significou a abertura de 21 novos postos de trabalho.

Veja também: Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013

No ranking do Estado, Paranavaí apareceu como a 47ª cidade que mais gerou empregos no mês de agosto. As três cidades que mais abriram novos postos de trabalho foram Curitiba (+3.650), Cascavel (+554) e Maringá (+501).

Em setembro, apenas 19 cidades do Estado conseguiram abrir mais de 100 novos postos de trabalho. Outros oito municípios ficaram com saldo negativo na geração de empregos, ou seja, demitiram mais do que admitiram. O pior resultado foi o de Cianorte, que aparece no ranking com saldo de -283.

Os setores que mais geraram empregos em Paranavaí no mês de setembro foram o setor do comércio, com 22 novos postos de trabalho, a indústria da transformação (+15) e a agropecuária (+9).

No acumulado deste ano, Paranavaí tem um saldo positivo de 428 novos postos de
trabalho, resultado de 9.320 admissões com carteira assinada e 8.892 demissões. Com
este resultado, o município continua à frente de cidades como Apucarana (saldo de -138), Londrina (saldo de -256) e Umuarama (saldo de -1.355).

“Estamos satisfeitos por conseguir manter o saldo positivo na geração de empregos. O
saldo deste mês pode não parecer um número muito significativo, mas a Agência do
Trabalhador tem desenvolvido ações intensas para a captação de vagas junto às
empresas. Nas últimas semanas temos atingido a marca de 80 a 100 vagas abertas
quase todos os dias. A expectativa é de que com a chegada das festas de fim de semana, o número de vagas e também de novos postos de trabalho criados aumente bastante com os trabalhos temporários, que depois podem se tornar postos de emprego fixo dependendo do desempenho do trabalhador”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Carlos Emanuel Rodrigues.

Situação no país e no Estado – O emprego continua a crescer no Brasil. O mês de setembro fechou com saldo positivo de 137.336 novas vagas no mercado formal, um acréscimo de 0,36% em relação ao mês anterior. Esse desempenho foi resultado de 1.234.591 admissões e de 1.097.255 desligamentos. Com isso, o estoque de empregos chegou a 38.507.474 vínculos.

O saldo de janeiro a setembro teve um acréscimo de 719.089 vagas, um crescimento de 1,90%. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 459.217 postos, uma variação de 1,2%. Todas as cinco regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro.

O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 62.177 postos, seguido pelo Sudeste
(38.933 vagas). Foram abertos 18.063 postos no Sul, 10.262 no Norte e 7.901 no Centro-Oeste. O Paraná está entre os estados que mais geraram vagas no mês. Foram 9.487 no saldo final de setembro, atrás apenas de São Paulo (22.448 vagas), Pernambuco (21.414) e Alagoas (15.179).

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível tinha sido em
setembro de 2013, quando as admissões tinham superado as dispensas em 211.068. A
criação de empregos totaliza 719.089 de janeiro a setembro e 459.217 nos últimos 12
meses.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto