Alternativas ao pedágio terão mais R$ 2,4 milhões em dois corredores



A intensificação da conservação das vias que formam as Estradas da Liberdade – corredores alternativos ao pedágio – começa nestes primeiros meses de 2008.

O governador Roberto Requião homologou nos últimos dias a licitação para realização dos trabalhos em 340 quilômetros nas regiões de Londrina e Maringá.

As obras correspondem a dois corredores – o de Maringá até Foz do Iguaçu e o de Londrina a Paranavaí. Apenas na conservação destes primeiros lotes serão investidos cerca de R$ 2,4 milhões.

Estão incluídos os trabalhos de roçada de vegetação, limpeza de canaletas, bueiros e das margens das estradas das duas regiões pelos próximos dois anos.

A conservação será mais exigente, segundo o secretário dos Transportes, Rogério W. Tizzot. “Pensando no aumento significativo do volume de tráfego dessas estradas, a preocupação com a segurança dos motoristas deve ser ainda maior”, explicou. “Vamos ainda ampliar a pesagem, o policiamento e a estrutura do Siate para melhorar o atendimento nas rodovias”, acrescentou.

O caminho entre Paranavaí e Londrina tem previsão de conclusão para 2009. São três postos de cobrança desviados no trecho que já serve de alternativa à via pedagiada, mas as obras que serão executadas vão diminuir as distâncias e aumentar a segurança nas viagens.

Em comparação com a rodovia pedagiada, há uma diminuição de 17 quilômetros na viagem. São 152 quilômetros no segmento formado pelas estradas estaduais contra 169 quilômetros no trecho concessionado.

Fonte: Agência Estadual de Notícias






Design by Gustavo Picoloto