Campanha Bom Pagador da Cohapar arrecada 96,88% da meta estabelecida para dezembro



A campanha “Bom Pagador” da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) atingiu 96,88% da meta de arrecadação estabelecida para dezembro.

Dos 13 escritórios regionais, quatro alcançaram índices acima de 100%. Paranavaí terminou o mês com arrecadação de 107,7%, seguido pelo escritório de Ponta Grossa (105,9%), Maringá (102,2%) e Cascavel (101,3%).

“Com a campanha Bom Pagador encontramos uma maneira de estimular os mutuários a pagarem em dia a prestação de suas casas. O índice de inadimplência caiu no decorrer dos meses, diminuindo cerca de 28%”, disse o diretor administrativo-financeiro da Cohapar, João Carlos Baracho. De acordo com o departamento de Arrecadação, a Cohapar tem cerca de 106,6 mil mutuários ativos.

“2007 foi um ano positivo para a nossa região. Tivemos recorde histórico na parte da arrecadação, pouca inadimplência e também saldo positivo na construção de moradias”, avaliou Ana Maria Germano Dantas, gerente do escritório regional de Paranavaí.

A campanha Bom Pagador começou em maio de 2007, com objetivo de integrar as ações dos escritórios regionais da Companhia e facilitar o acesso dos mutuários aos serviços prestados pela empresa. Uma estrutura volante informatizada, coordenada pela equipe de arrecadação, levou para próximo dos mutuários serviços como emissão de segunda via das prestações, transferência de titularidade, quitação de financiamento da moradia e utilização do FGTS para diminuição de saldo devedor.

Aliada a estas medidas, a Cohapar lançou a campanha “Bom Pagador: pague em dia e melhore sua moradia”, uma forma de estimular os mutuários a pagarem em dia as prestações de suas casas. A campanha sorteou entre os mutuários adimplentes, kits de material de construção para pequenas reformas em suas casas, compostos por 25 metros quadrados de azulejo, 12 metros quadrados de cerâmica, 20 quilos de argamassa colante e 18 quilos de rejunte. Foram sorteados 117 kits pela Loteria Federal, com autorização da Caixa Econômica Federal, número 1-0295/2007.

Fonte: Agência Estadual de Notícias






Design by Gustavo Picoloto