Simepar prevê verão quente com chuvas fortes e muitos raios

Rhema Educacao


O verão no Paraná começa às 20h23 desta sexta-feira (21/12) e termina às 18h58 do dia 20 de março de 2019. Nos primeiros dias o tempo fica abafado com chuvas regulares devido à umidade do ar em todas as regiões.

A previsão do Simepar indica temperaturas altas de sexta a domingo, com pancadas de chuva e muitos raios, principalmente à tarde e à noite. Para sexta a temperatura mínima prevista é de 16oC em General Carneiro. A máxima chega a 35oC no Litoral e em Umuarama.

Segundo o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib, uma frente fria sobre o Oceano Atlântico próxima ao Litoral deixa a atmosfera instável no Paraná, provocando temporais localizados de sábado para domingo. Por esse motivo, o Natal deve ser chuvoso em quase todo o Estado. As previsões do tempo para até 15 dias em cada município estão disponíveis na página www.simepar.br

Chuvas - O regime de chuva tende a seguir a normal climatológica para a estação em todas as regiões do Estado. São esperadas chuvas fortes com muitos raios e rajadas de vento, que podem causar enxurradas, inundações e outros impactos. Segundo Kneib, historicamente o verão paranaense é chuvoso. “Sistemas atmosféricos de mesoescala associados ao maior aquecimento diurno e à disponibilidade de umidade causam chuvas intensas e localizadas de curta duração, com raios, vendavais e granizo em todas as regiões”, diz.

As previsões de modelos climáticos com prognósticos mensais e sazonais indicam a ocorrência do fenômeno El Niño com fraca intensidade neste verão. Caracterizado pelo aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico tropical, El Niño altera os padrões dos ventos em escala global, afetando regimes de temperatura e chuva.

Temperaturas – De janeiro a março de 2019 as temperaturas tendem a ficar entre a normalidade e um pouco acima da normal climatológica em todas as regiões. “São esperados dias consecutivos com temperaturas muito elevadas em períodos sem chuva”, informa Kneib.

No entanto, as temperaturas tornam-se amenas quando frentes estacionárias no Oceano Atlântico próximas ao Litoral formam nuvens e desencadeiam chuvas entre a Região Metropolitana de Curitiba e as praias.

Agricultura – Na maioria das lavouras, a safra de verão – soja e milho – está nas fases de floração e início de frutificação - período em que mais necessitam de irrigação. A primeira safra de feijão inicia a colheita. “Causada por El Niño fraco, a irregularidade na distribuição das chuvas gera déficit hídrico, agravado pelas temperaturas elevadas, o que prejudica o desenvolvimento das culturas e a produtividade da safra”, afirma a meteorologista do Simepar e pesquisadora do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Angela Beatriz Costa.

Segundo ela, as condições meteorológicas também afetam as pastagens, dificultando o manejo do gado. Por esse motivo, é recomendável que os agricultores aumentem a irrigação para prevenir perdas.

Confira aqui a tabela.

Fonte: Agência Estadual de Notícias






Design by Gustavo Picoloto