Procon orienta consumidores sobre promoções na “Black Friday”

Rhema Educacao


A “Black Friday”, que surgiu nos Estados Unidos, chegou ao Brasil com muita força e causa muita expectativa na população ano após ano. Amanhã (sexta-feira, dia 22/11), mais uma edição de promoções e queima de estoques acontecem em todo o país, por isso, o Procon esclarece dúvidas e direitos da população.

Originalmente, o evento era de apenas um dia de promoções, mas no Brasil o sistema de descontos foi adotado durante todo o mês de novembro. Esse já é um motivo para os consumidores ficarem atentos. “Por conta dessa onde de promoções, o consumidor precisa de cuidado redobrado para efetuar uma compra. Pode ser que o preço esteja sendo apenas maquiado e não haja desconto real. Se possível, utilizar ferramentas que comparem os preços”, disse o coordenador do Procon de Paranavaí, Carlos Eduardo Balliana.

No momento de compras em lojas físicas, o consumidor precisa verificar informações básicas como pagamento, prazos, entrega e garantida. “Quem for adquirir produtos de mostruário, precisa verificar a qualidade e se há defeitos. Na conversa com o vendedor tudo precisa ficar esclarecido para que não existam problemas futuros”, afirma o coordenador do Procon.

Sobre possíveis trocas, Balliana afirma que o consumidor só tem direito de trocar um produto com defeito após o prazo de 30 dias. “Caso o estabelecimento não consiga consertar o problema dentro de um mês, o consumidor pode solicitar a troca. Algumas lojas não possuem nem a possibilidade de trocas, já que a lei não obriga. Porém, algumas lojas têm políticas diferenciadas. Também existem os casos de acordo verbal com o vendedor. Ao afirmar que o produto pode ser trocado, abre-se a chance do consumidor fazer a troca”, explica.

Com relação às compras pela internet, a verificação se torna ainda mais importante. “O consumidor deve prestar atenção, ver se o site não é falso para não ter problemas. O site da empresa deve conter informações básicas como telefone, CNPJ e endereço. Uma consulta rápida na Receita Federal, que pode ser consultada gratuitamente, pode facilitar muito também”, esclarece Balliana.

A última dica do coordenador do Procon é quanto ao direito de arrependimento do consumidor. “Quem faz compras pela internet pode devolver o produto, em até 7 dias depois do recebimento ou assinatura do contrato, independentemente do motivo. Por isso, reafirmamos que o consumidor deve ter atenção, verificar preços e garantias para que possa efetuar boas compras”, finalizou.

Lembrando que de sexta-feira até domingo, o comércio de Paranavaí vai funcionar em horários especiais. Na sexta-feira (23), o comércio funciona das 9h às 23h. No sábado e domingo (24 e 25), das 9h às 17h.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto