Provopar formou 1,2 mil pessoas neste ano



Há alguns meses a profissão de garçonete nem passava pela cabeça de Sônia Regina Soares.

Isto até ela fazer o curso pelo Provopar de Paranavaí e vislumbrar uma nova profissão. Três meses depois, Sônia já está trabalhando na área em um buffet da cidade, além de fazer alguns trabalhos particulares. “Consegui uma nova profissão e gosto muito do que faço.”

Sônia é uma das 1.200 pessoas que fizeram um dos cursos do Provopar em 2007. No ano passado, a entidade formou 940 pessoas e em 2005 o número foi de 642. A cada ano o Provopar vem incrementando o número de cursos sempre com o intuito de garantir capacitação aos alunos e gerar emprego e renda. Neste ano, os cursos foram levados para vários bairros, distritos e vilas rurais.

As capacitações do Provopar são realizadas em locais diferenciados. No Restaurante-Escola ocorrem os cursos de culinária e garçom/garçonete. No Centro de Eventos os alunos participam dos cursos de artesanato, além de corte e costura. Na Estação do Ofício ficam os cursos da área de beleza: cabeleireiro, manicure/pedicure, unhas decoradas, depilação, modelagem de sobrancelha e química capilar.

A noite da última segunda-feira foi especial para dezenas de formandos do Provopar. Tudo por conta da última formatura da entidade em 2007 realizada no Tênis Clube. Houve entrega de certificados aos alunos dos seguintes cursos: manicure/pedicure, cabeleireiro, garçom e garçonete, maquiagem, especialização em corte e química, corte e costura, reciclagem com garrafas pet, crochê, frango desossado e recheado, macramé, bolacha, pintura em tecido, ponto cruz e vagonite.

A coordenadora do Provopar, Toshie Yamakawa, parabenizou os formandos e lembrou todos os avanços da entidade desde 2005. Citando o trabalho realizado em todos os pontos de atendimentos e agora também presente nos bairros, a coordenadora salientou: “Nossa meta está sendo alcançada. É a geração de emprego e renda através da capacitação.”

Para o prefeito Mauricio Yamakawa os cursos oferecidos pela entidade têm papel crucial na inclusão profissional. “O que o Provopar oferece é algo mágico. Possibilita a população construir algo melhor, buscar uma nova profissão, obter renda e um conhecimento a mais”, frisou.

Maria Joana Silva falou em nome de todos os formandos na solenidade. Para ela, os cursos direcionam os alunos e proporcionam muitos benefícios. “Fazemos muitas amizades, as instrutoras são dedicadas e os cursos beneficiam nossas vidas”, destacou Maria, lembrando do apoio de toda a equipe do Provopar.

Destacando a força de vontade dos alunos, a instrutora do curso de artesanato, Dheimizângela Inácio, comentou sobre a troca de conhecimento no relacionamento com os alunos e apontou a necessidade dos formandos darem seqüência na capacitação profissional. Edson Gonçalves representou a Aciap (Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí) no evento. Ele também parabenizou os alunos e desejou sucesso aos novos profissionais.

Na segunda quinzena deste mês o Provopar entra em recesso e volta a atender a população no dia 21 de janeiro. Muitas novidades estão previstas para 2008, informa a coordenadora da entidade, Toshie Yamakawa. Parcerias vão garantir aulas de corte/costura com máquina industrial e curso de metalmecânica. Também está previsto um curso para produção de derivados de mandioca. Os cursos serão voltados para jovens de 16 a 24 anos que estejam estudando. Para participar dos cursos, os jovens deverão freqüentar a escola e ter boas notas. Os estudantes receberão uma bolsa de R$ 150 durante o curso (previsão de duração de seis meses). Eles também receberão uniformes. Para fazer a inscrição, os interessados poderão procurar o Provopar a partir do dia 21 de janeiro.

A sede do Provopar fica ao lado da prefeitura, na rua Getúlio Vargas. O horário de atendimento é das 8h às 11h30 e das 13h às 17h de segunda a sexta-feira. Mais informações sobre as inscrições do curso pelo telefone 3902-1012.

Fonte: Departamento de Imprensa - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto