Índice de infestação de larvas da dengue em alguns bairros está acima do limite de tolerância



Os moradores não estão se empenhando suficientemente no combate à dengue.

A constatação é reflexo dos números levantados pela Vigilância Sanitária (Visa) de Paranavaí, após serem realizadas diversas vistorias em bairros de toda a cidade. Para as visitas, Paranavaí foi divida em 19 setores e até agora os dados coletados revelaram alto índice de infestação na maioria dos casos.

Na região do Jardim Santos Dumont a situação encontrada foi a seguinte: das 5.504 residências visitadas, 152 apresentaram focos de larvas do mosquito transmissor da dengue, representando índice de 2,77%; enquanto no setor que compreende bairros próximos à Vila Operária o índice de infestação compreende 5,3% das casas. Vale destacar que o limite de tolerância é de 1%.

No distrito de Piracema os números estão dentro do índice tolerado, mas podem ser cada vez menores, se a população continuar contribuindo com o combate ao mosquito transmissor da dengue. Os registros apontam para índice de infestação em oito dos 153 imóveis visitados, representando 0,5% das casas. Em bairros próximos à Vila Terezinha o índice chegou a 5,3% e no setor que compreende bairros vizinhos ao Jardim Guanabara, o índice de infestação atingiu 2,4%.

Todas as larvas encontradas durante as vistorias foram eliminadas pelos agentes de saúde da Visa. Em cada localidade as visitas duram entre 30 e 40 dias. As ações de combate à dengue continuam e para evitar uma epidemia da doença em Paranavaí é preciso eliminar os criadouros do mosquito: locais que acumulam água parada.

Fonte: Departamento de Imprensa - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto