Comitê de combate à dengue fará reunião para debater o controle da doença em Paranavaí



Com 163 notificações de casos de dengue, Paranavaí luta para diminuir o índice de infestação de larvas do mosquito que transmite a doença.

Em alguns bairros o índice passa dos 5%, quando o limite de tolerância estabelecido pelo Ministério da Saúde é de 1% das residências. Na semana que vem, o Comitê Municipal de Combate à Dengue fará uma reunião para definir estratégias de controle da doença. Os planos serão baseados num levantamento que a Vigilância Sanitária (Visa) de Paranavaí fará a partir de hoje.

A grande quantidade de focos do mosquito da dengue encontrada pelos agentes de saúde do controle de endemias da Visa reflete o preocupante número de registros suspeitos da doença na cidade. Das 163 notificações, 65 aguardam conclusão de exames laboratoriais, 96 tiveram resultados negativos e 2 casos foram confirmados, sendo um contraído em Paranavaí e outro importado. Para evitar que Paranavaí enfrente uma epidemia, o apoio da população é fundamental. É só não deixar água parada em recipientes e pneus e limpar calhas e caixas d’água.

Deixar portas e janelas abertas enquanto as equipes de pontos estratégicos passam pelos bairros pulverizando veneno, com as bombas costais, é outra atitude que contribui com as ações de combate à dengue. O coordenador do setor de endemias, Randal Fadel Filho, explicou que a quantidade de veneno pulverizada nos bairros não é prejudicial à saúde humana, mas é eficiente para matar o mosquito da dengue. Portanto, reforçou, é necessário que as pessoas não fechem suas casas quando os agentes estiverem aplicando o veneno.

Fonte: Departamento de Imprensa - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto