Vigilância considera que Paranavaí já está em epidemia de dengue



O último levantamento da Vigilância em Saúde de Paranavaí, realizado nesta sexta-feira (24/5), aponta que a cidade já está em estado de epidemia de dengue. Até o momento, a cidade tem 1.207 casos notificados de dengue este ano. Do total, 245 casos foram confirmados, 681 negativados e 281 aguardam resultado.

“Para ser confirmado o estado de epidemia, a cidade precisa registrar 300 casos confirmados a cada 100 mil habitantes. Como Paranavaí tem 87 mil habitantes, nós precisaríamos registrar 261 casos confirmados. O que acontece é que a contagem do Estado é referente ao período de agosto a agosto. Então temos 245 casos confirmados este ano, mais 17 do ano passado (de agosto a dezembro), um total de 262 exames positivados, e ainda temos muitas pessoas aguardando resultados de exames. Por isso, já podemos considerar que estamos em epidemia”, explica o assessor da Vigilância em Saúde, Randal Fadel Filho.

Hoje, aproximadamente 70% dos casos confirmados de dengue em Paranavaí estão concentrados em três regiões da cidade: região do Jardim Santos Dumont/Jardim Ipê, região do Jardim São Jorge, região do Jardim Morumbi.

“O momento é crítico, pois o município não está recebendo as doses dos venenos utilizados para fazermos os bloqueios virais no entorno dos locais onde são notificados os casos suspeitos. Esse material, que é repassado pela Secretaria de Estado da Saúde, está em falta há várias semanas. Agora, mais do que nunca, a população precisa ajudar, fazer sua parte, limpar os quintais, as calhas, eliminar os recipientes que possam acumular água. As pessoas precisam entender que estamos entrando no inverno, as temperaturas estão mais baixas, mas este é o período que as fêmeas aproveitarem para depositar os ovos contaminados. A partir de agosto ou setembro, quando as temperaturas subirem, esses ovos vão eclodir todos de uma vez e vamos ter uma grande infestação de mosquitos pela cidade. Precisamos agir agora, prevenir mesmo, para evitar que venhamos a repetir aquela mesma situação gravíssima que tivemos em 2013”, frisa Randal.

Atualmente, os agentes de endemias de Paranavaí trabalham em campo fazendo visitas aos 51.821 imóveis cadastrados no município. A cobertura total é de 2.152 quarteirões da cidade. Além disso, a Vigilância faz vistorias quinzenais em 147 pontos estratégicos, onde há maior possibilidade de haver criadouros de larvas do Aedes aegypti, como borracharias, ferro velho e armazenadores de recicláveis.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura do Município de Paranavaí






Design by Gustavo Picoloto