Caderno de diretrizes vai nortear ações de inovação em Paranavaí e região



Paranavaí e municípios da região passam a contar com o Caderno de Diretrizes do Sistema Regional de Inovação Costa Noroeste (SRI Costa Noroeste), que vai servir de referência para órgãos públicos, organizações privadas e sociedade civil desenvolverem inovação. O documento foi apresentado em evento realizado no escritório do Sebrae/PR, em Paranavaí, nesta sexta-feira (19/7).

Veja também: Caderno de diretrizes para inovação na região será lançado em Paranavaí

Caderno de diretrizes vai nortear ações de inovação em Paranavaí e região
Caderno de diretrizes vai nortear ações de inovação em Paranavaí e região - Foto: Xuxa Fotógrafo

Fruto de um esforço conjunto que vem sendo feito desde 2017 por entidades como prefeituras, universidades, associações comerciais, cooperativas e o Sistema S, o objetivo do caderno é auxiliar o desenvolvimento regional frente às mudanças sociais e econômicas que ocorrem no mundo, garantido qualidade de vida à população e crescimento sustentável. A inovação se apresenta como chave nesse processo, quando há envolvimento de agentes dos setores público e privado e da sociedade civil organizada.

As diretrizes apresentadas se apoiam em quatro temáticas: ambiente de negócios, marketing regional, habitats de inovação e instituições e lideranças. As orientações incluem criar legislação específica de favorecimento a micro e pequenas empresas, linhas de crédito para fomento de inovação e de tecnologia, planos de marketing destacando potencialidades da região, projetos com instituições de ensino, além de garantir cursos em inovação e tecnologia e de assegurar destinação de recursos públicos e privados para iniciativas inovadoras.

O caderno foi elaborado com base em ações que apresentam resultados positivos. O diretor geral da UniFatecie, Gilmar Oliveira, conta que, com a participação no Startup Garage – programa de empreendedorismo do Sebrae/PR junto a academias –, a instituição realizou, em 2018, projetos de startups em segmentos como turismo colaborativo, tecnologia para saúde e plataforma para apoio e organização de eventos. Duas estão formalizadas e operando. “Uma delas é composta por acadêmicos do curso de Administração e egressos que concluíram a graduação já como empreendedores”, diz. O diretor acrescenta que o programa de 2019 está em desenvolvimento com sete times de startups em parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR), acadêmicos de da UniFatecie e empresários locais.

O material é voltado aos seus envolvidos e comunidade interessada no tema. De acordo com o consultor do Sebrae/PR Weliton Perdomo esse será o pontapé para o planejamento de ações coordenadas na área de inovação na região territorial Costa Noroeste, formada por 28 municípios. “A ideia do SRI é consolidar todas as estratégias de inovação das entidades e parceiros, por meio de uma visão única. O caderno será o guardião da inovação nos municípios”, salienta o consultor.

Entidades responsáveis (membros do SRI)
Aciap; Aciap (Alto Paraná); Acil (Loanda); Acinol (Nova Londrina); Acipan (Paraíso Do Norte); Aciquen (Querência Do Norte); Acitra (Terra Rica); AIMES; Amunpar; Cacinpar; Cetem; Cica; Codep; Comafem; Copejem; Facinor; Fapan; Fatecie; Iapar; IFPR; Micropar; Prefeitura de Alto Paraná; Prefeitura de Guairaçá; Prefeitura de Jardim Olinda; Prefeitura de Loanda; Prefeitura de Nova Londrina; Prefeitura de Paraíso do Norte; Prefeitura de Paranavaí; Prefeitura de Querência do Norte; Prefeitura de Santa Isabel do Ivaí; Sebrae/PR; Senac; Sesc; Sicoob; Sicredi; Sincopar; Sindicato Rural de Paranavaí; Unespar; Unipar.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sebrae






Design by Gustavo Picoloto