Empregos

Notícias sobre empregos e concursos

Paranavaí é a 3ª cidade do sul do Brasil que mais gerou empregos em junho

Paranavaí é o 2º município no ranking do estado do Paraná e o 3º no sul do Brasil com maior número de postos de trabalho criados no mês de junho. A cidade, que teve 1.085 contratações contra 925 demissões – um saldo positivo de 160 empregos –, saiu novamente na frente de centros de igual ou maior porte no estado como Curitiba, Maringá, Cascavel, Campo Mourão, Cianorte e Umuarama.

Brasil perde mais de 345 mil postos de trabalho no semestre, aponta Caged

Em junho, foram fechados 111.199 postos de trabalho com carteira assinada no país, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (17/7) pelo Ministério do Trabalho. O resultado é o menor para meses de junho registrado desde 1992.

Paranavaí é a 3ª do Paraná em geração de empregos em maio

Foi divulgada nesta sexta-feira (19/6) a última atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (TEM), referente ao mês de maio. Pela quinta vez consecutiva neste ano o município de Paranavaí comemorou saldo positivo na geração de emprego e ficou com a terceira posição no ranking estadual, através apenas das cidades de Cascavel e Toledo.

Paraná é líder em oferta de vagas em portal do Ministério do Trabalho

O Paraná lidera, nestes cinco primeiros meses do ano, a oferta de empregos do Portal Mais Emprego, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O Estado disponibilizou nesse período 43.525 postos de trabalho, oito mil a mais que São Paulo, a maior potência econômica do País.

Paranavaí mantém saldo positivo de empregos em abril, enquanto quase metade do estado teve retração

Paranavaí registrou saldo positivo de empregos em abril, dando continuidade ao bom desempenho que vem mantendo desde o início deste ano. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho de Emprego (MTE). No Paraná, por outro lado, o saldo do trabalho com carteira assinada fechou negativo. Foi a primeira vez, em 13 anos, que os números ficaram negativos no estado.

Paraná gerou 53% das vagas de emprego de todo o país em março

O Paraná criou 10.174 empregos com carteira assinada em março deste ano, o que representa 52,8% das vagas geradas em todo o país. No Brasil, o saldo foi de 19.282 postos de trabalho abertos. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgada nesta quinta-feira (23/4) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Como vem acontecendo desde 2014, o interior do Estado liderou a criação de novas vagas.

Caged: Paranavaí mantém saldo positivo na geração de empregos em março

Paranavaí criou 52 postos de trabalho em março de 2015, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os dados, divulgados nesta quinta-feira (23/4) pelo Ministério do Trabalho Emprego e Renda (MTE), indicam que o município ocupa a 30º posição no ranking do estado e está à frente de outros centros de igual e até maior porte como São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Cianorte e Apucarana.

Paranavaí registra saldo positivo de empregos enquanto Brasil tem pior fevereiro desde 1999

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira (18/3) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) apontam Paranavaí como a 24º no ranking do Estado com maior número de postos de trabalho criados no mês de fevereiro. A cidade ficou à frente de outros centros de igual e até maior porte como Curitiba, São José dos Pinhais e Apucarana, que registraram saldo negativo, e também Umuarama.

Agência do Trabalhador divulga novas regras para pedido do Seguro Desemprego

A Agência do Trabalhador de Paranavaí divulgou nesta semana as novas regras para o pedido de Seguro Desemprego que passam a valer para funcionários demitidos após o dia 28 de fevereiro. Quem foi dispensado antes desta data estará enquadrado nas regras anteriores, que inclui ter seis meses trabalhados consecutivamente ou intercalados sem que o período de repouso de um emprego para o outro exceda um mês; ser dispensado sem justa causa; e não ter recebido seguro desemprego nos últimos 16 meses.

IBGE mostra queda generalizada no emprego industrial no Brasil

A Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta terça-feira (10/2), mostra queda generalizada no emprego industrial no Brasil, em dezembro de 2014, em relação a dezembro de 2013. A pesquisa é realizada em dez estados da federação, mais o conjunto das regiões nordeste, norte e centro-oeste, sudeste e sul. Todos os 14 locais investigados apresentaram redução no emprego fabril.


Design by Gustavo Picoloto