Saude

Lira volta a subir e infestação chega a 5,6% em Paranavaí

É considerado de alto risco o número do último Levantamento de Índice Rápido divulgado nesta sexta-feira (14/01) pela Vigilância Sanitária (Visa) de Paranavaí. A infestação média desta vez ficou em 5,6%, chegando a 6,4% em alguns bairros como o Jardim São Jorge, Simone e Vila Operária. O índice é quase seis vezes maior do que tolerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e três vezes maior do que o registrado no último Lira de 2010, que foi de 1,7%.

Paranavaí ganha três ambulâncias do Samu

O prefeito Rogério Lorenzetti recebeu nesta quinta-feira, 16, um ofício do Secretário de Estado da Saúde, Carlos Moreira Junior, convidando o administrador municipal para participar do evento de entrega de três ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) no próximo dia 21, em Curitiba, durante a reunião de Escola de Governo, no Museu Oscar Niemeyer.

“Conquista da UPA significa mais agilidade nos atendimentos de urgência e emergência”, destacou o Prefeito

O Ministério da Saúde publicou nesta quinta-feira uma portaria divulgando a lista de 12 municípios do Paraná selecionados para receber Unidades de Pronto-Atendimento 24 Horas (UPAs) em 2011. Paranavaí está na lista e receberá a UPA do tipo 2, para cidades com população entre 50 e 100 mil habitantes. Trata-se de uma estrutura de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde e as urgências hospitalares, complementando o atendimento a emergências. Para o prefeito Rogério Lorenzetti, “a conquista da UPA significa mais agilidade nos atendimentos de urgência e emergência para toda a região”.

No dia Mundial de Combate à Aids Secretaria de Saúde leva orientações sobre prevenção e riscos da doença

Conscientizar a população de Paranavaí sobre os riscos da Aids e as maneiras de prevenir a doença. Este foi o principal objetivo de uma mobilização realizada em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids, na manhã desta quarta-feira (1), no centro da cidade.

Sinas faz o acompanhamento de mais de 170 pacientes com Aids de Paranavaí e região

O Sistema Integrado de Atendimento em Saúde (Sinas) é um órgão público que trabalha com a prevenção, aconselhamento e tratamento de diversas doenças. Em Paranavaí, ele conta com três espaços físicos, sendo uma para prevenção e aconselhamento de pneumopatias (como a tuberculose) e problemas da pele (como a hanseníase), outro para teste rápido de HIV, e um terceiro espaço para atendimento e acompanhamento médico de pacientes diagnosticados com Aids, hepatite (todos os tipos) e toxoplasmose, que acaba de ganhar um médico infectologista.

Secretaria de Saúde, Sesc, Fafipa e 14ª Regional de Saúde unem forças na luta contra a AIDS

Como acontece todos os anos, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Programa DST/HIV/AIDS, está desenvolvendo em parceria com o SESC, FAFIPA e 14ª Regional de Saúde atividades alusivas ao Dia 1º de Dezembro – “Dia Mundial de Luta Contra a AIDS”.

Paranavaí ganha 25 médicos efetivos de uma única vez

O prefeito Rogério Lorenzetti assinou na tarde desta quinta-feira (25) os decretos que nomeiam os 25 médicos que foram aprovados no concurso público realizado neste mês de novembro e que agora passam a reforçar o quadro de médicos do município. A assinatura foi acompanhada pelo Secretário de Saúde, José Paranhos de Mesquita, profissionais da Secretaria, e pelos médicos recém-nomeados.

Vacina contra Meningite C já faz parte do calendário de imunização

Desde hoje, a população de Paranavaí já está podendo contar com a vacina contra a Meningite C dentro do calendário do Programa Nacional de Imunização.

Campanha quer chamar atenção da população para prevenção do câncer uterino e de mama

Dia 27 de novembro é o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Mama. Para marcar a data e chamar a atenção da população para a prevenção não só do câncer de mama, mas também do câncer uterino, a Secretaria Municipal de Saúde preparou uma programação especial que inclui coleta de preventivo, atividades de orientação e divulgação em locais públicos, e palestras.

Brasil perde 11,2 mil leitos em quatro anos

O número de leitos para internação no Brasil caiu mais uma vez entre os anos de 2005 e 2009. Neste período, o país perdeu 11.214 leitos, o que representa uma queda de aproximadamente 2,5%. O movimento foi observado em todas as regiões, com exceção da Norte, que teve alta anual de 1,0%. Quando a análise é feita em relação à população, também se verifica redução. No mesmo período o número de leitos por mil habitantes caiu de 2,4 para 2,3. Com isso, somente a Região Sul, que tem 2,6 leitos por mil habitantes, ficou dentro do parâmetro preconizado pelo Ministério da Saúde, entre 2,5 e 3.


Design by Gustavo Picoloto