Economia

Dólar fecha no maior valor em seis anos e ultrapassa R$ 2,45

Depois de uma sessão turbulenta, o dólar fechou no maior valor em seis anos. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 2,456, com alta de 1,64%. A cotação atingiu o valor mais alto desde 9 de dezembro de 2008, poucos meses após o início da crise econômica nos Estados Unidos. Na ocasião, o câmbio tinha fechado em R$ 2,471.

Pão francês tem variação de 59,94% nos preços em Paranavaí

Na última quarta-feira (27/8) fiscais do Procon de Paranavaí visitaram 16 estabelecimentos (entre supermercados, padarias e postos com conveniência) que comercializam pães. No levantamento feito pelo órgão, o pão francês apresentou uma variação de 59,94% nos preços, e o pãozinho com manteiga, 550%.

Procon orienta consumidores para compras do Dia dos Pais

O Procon de Paranavaí realizou uma pesquisa simples dos produtos mais procurados para presentear no Dia dos Pais e tem algumas recomendações importantes para os consumidores. “Nos períodos de datas comemorativas, os consumidores devem ter atenção redobrada com os seguintes itens: exigir a nota fiscal em qualquer compra (evitando estabelecimentos que não as emitam), verificar as condições de pagamentos e fazer a pesquisa de preços, que continua sendo a melhor maneira para garantir a felicidade do papai e também o alívio do bolso”, aponta a coordenadora do Procon, Aline Cruz de Campos Garcia.

Economia de Paranavaí vive momento próspero, conforme aponta o PIB

Ter um PIB (Produto Interno Bruto) que cresce, em média, 10% ao ano não é privilégio para qualquer cidade. É necessário planejamento, trabalho e segurança para investir. Em Paranavaí, essa formula tem dado certo. Em sete anos (de 2005 a 2011), o PIB do município passou de R$ 652,7 milhões para R$ 1,16 bilhão um crescimento de aproximadamente 78%, contra 76% em Londrina e 60,9% em Ponta Grossa. Os dados são do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

IBGE mostra recuo do emprego industrial no Paraná e no Brasil

O emprego no setor industrial recuou no Brasil e no Paraná, segundo a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa é realizada em dez estados da federação, mais as regiões nordeste, norte e centro-oeste.

Secretaria quer criar rota do turismo rural e ecológico em Paranavaí

A Secretaria Municipal de Turismo e Assuntos Internacionais, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Emater, promoveu nesta quarta-feira (14/5) uma série de visitas em propriedades de Paranavaí, Graciosa e Mandiocaba com potencial para o turismo rural, ecológico e produção associada.

Receita anuncia mais um aumento de tributação sobre bebidas

A Receita Federal anunciou nesta semana (29/4), em coletiva de imprensa, a atualização das tabelas usadas para cálculo do PIS, da Cofins e do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) que incidem sobre cerveja, refrigerante, energético, isotônico e refrescos. Segundo o secretário da Receita, Carlos Alberto Barreto, o objetivo é corrigir uma defasagem em função da alta dos preços no mercado verificada nos últimos dois anos. Com a mudança, que entra em vigor em junho, a estimativa é elevação média de 1,3% no custo dessas bebidas. O órgão espera ainda aumento de R$ 1,5 bilhão na arrecadação até dezembro.

Empresários pretender concluir, até o fim de 2015, obras do “Shopping Ouro Branco”

O prefeito Rogério Lorenzetti recebeu em audiência, nesta quinta-feira (24/4), os empresários Wilson Ferreira e Mário Peres Filho, representantes da Premier Incorporações que recentemente adquiriu o prédio que abrigaria o Shopping Ouro Branco, na Rua Manoel Ribas. Os empresários afirmaram estar otimistas com o projeto e devem definir, em breve, qual será a destinação do empreendimento.

Balança comercial tem março mais fraco desde 2001

A balança comercial brasileira fechou março com superávit (exportações maiores que importações) de US$ 112 milhões. O valor é resultado de US$ 17,628 bilhões em exportações contra US$ 17,516 bilhões em importações. Trata-se do pior resultado para março desde 2001, quando a balança teve déficit de US$ 276,1 milhões. No primeiro trimestre, o déficit acumulado está em US$ 6 bilhões, pior resultado para o período desde o início da série histórica, em 1994.

Standard & Poor's reduz nota para economia brasileira

A agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) diminuiu a nota para a economia brasileira. Em relatório divulgado no fim da tarde de hoje (24/3), a agência reduziu, de BBB para BBB-, a nota soberana do país com perspectiva neutra, o que indica que a classificação não será rebaixada nos próximos meses.


Design by Gustavo Picoloto